Panthéon Reino Mágico Rostos Livros Artigos Tesouros Bio1 Bio Contato

 
SOL -  Identidade, Tarefa Vital, "Self".
SOL -  Identidade, Tarefa Vital, "Self".
LUA - Memória, Pureza e Poder
LUA - Memória, Pureza e Poder
Asklépius
Asklepius
Vesta
Vesta
Phaëton
Phaëton
 
 
 

PhaëtonPhaëton
A Arte Simbolista de Madalena Tavares

Capa dura, papel couché, 100 páginas, edição bilíngüe, novembro de 2009, gráfica e editor J.Sholna.

O antigo mito grego de Phaëton, pouco conhecido entre nós, ilustra a capa do recém-lançado livro da artista plástica Madalena Tavares, em cuidadosa edição impressa pela J. Sholna.

Filho de Apolo, o jovem Phaëton – cujo nome significa "O Brilhante" – teve um destino trágico: ao insistir em dirigir o carro do sol puxado por quatro cavalos chamejantes, acostumados a obedecer somente ao próprio Apolo, acaba por desgovernar o veículo. O carro – uma metáfora do próprio sol, que segue um curso – ora aproxima-se muito da Terra, ora sobe excessivamente, chegando perto até mesmo dos grandes animais zodiacais! Assim conta a lenda grega. Para salvar o mundo, Zeus, divindade suprema, é obrigado a fulminar Phaëton, fazendo Apolo chorar amargamente.

O livro é um catálogo das obras da artista, que desenvolveu o estilo simbolista ao longo dos anos, sempre muito sensível às lendas de várias tradições. Madalena Tavares morou em diversos países e, atualmente radicada no Rio de Janeiro, publica sua primeira obra (bilíngue).

O estilo é poético, dentro de uma vertente simbolista que atravessa todas as páginas. Por ser fortemente colorida, a obra tem um apelo especial para o público infanto-juvenil e já foi chamado de "livro mágico" e "livro-talismã" por alguns críticos, já que as imagens remetem a símbolos extraídos das tradições místicas gregas, germânicas e persas entre outras.


Desenvolvido por Lumis! Comunicação Criativa